top of page
Fundo .png

Portaria da PGFN altera a sistemática de representações fiscais

A Procuradoria Geral da Fazenda Nacional editou a Portaria n. 393 de 11 de janeiro de 2024, publicada no DOU do dia 17 de janeiro, que alterou normas que tratam sobre as representações fiscais para fins penais e a representação referente a atos de improbidade administrativa.


A principal alteração trata da inclusão de informações provenientes de tratados, acordos ou convênios internacionais.


Por meio do novo normativo, não é possível a inclusão de informações originárias de tratados, acordos ou convênios internacionais para trocas de informações fiscais, salvo se existir anuência ou autorização do país informante.


A alteração versa especificamente para as condutas do Artigo 17, que incluem crimes como falsidade de títulos, papéis e documentos públicos, lavagem ou ocultação de bens, direitos e valores, contra a Administração Pública Federal, em detrimento da Fazenda Nacional e contra administração pública estrangeira.


As novas regras entram em vigor já no dia 1º de fevereiro de 2024. 

31 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
Receba nossas publicações

Obrigado pelo envio!

bottom of page